|

Notícias

Notícias em destaque
24
nov

FAINTVISA realiza palestra com o Deputado Federal Raul Jungmann

O Deputado Federal Raul Jungmann (PPS) palestrou na noite dessa segunda-feira, 23/11, no auditório Professor José Aragão na FAINTVISA sobre a polêmica Reforma do Estatuto do Desarmamento no Brasil. Estiveram presentes no evento o Diretor Geral da FAINTVISA Prof. Ubirajara Joaquim Carneiro da Cunha Júnior, a Coordenadora Geral de Graduação Prof.ª Ma. Gilberlande Pereira dos Santos, o Presidente da OAB Seccional Vitória de St° Antão Washington Amorim, o Cientista Político Hely Ferreira, o Historiador Júlio Renor, bem como estudantes, docentes e convidados.

De acordo com o deputado, transita no Congresso um projeto de Lei que prevê a venda de armas de fogo para pessoas com 21 anos de idade, para quem responde a inquéritos e a políticos em geral. “Se nós liberarmos o porte de arma para todos, todos andarão armados pelas escolas, nos campos de futebol, nas festas, na vizinhança, dentro do carro, no trânsito, enfim, isso só vai significar ao contrário do que muitos pensam, a não redução da violência ou da auto defesa, mas sim uma explosão de um banho de sangue, e nós teremos um quadro que hoje já ruim em termos de segurança muito piorado, por isto fazemos a defesa do controle das armas. O cidadão de bem pode ter sua arma em casa, desde que registrada e preencha os requisitos, mais liberar o porte como estão querendo é um desastre pra vida, e sem sobra de dúvida uma ampliação das mortes”, garantiu Raul Jungmann.

Na visão do Cientista Político Hely Ferreira, a democracia antes de tudo ela tem que ter uma pluralidade de idéias. “A gente pode não concordar com a visão deles (políticos), mas, a gente tem que respeitar. É possível que muitas vezes a leitura de alguém que defende a questão das armas, elas acreditem que o homem armado possa resolver o problema da falta de segurança, mas na realidade o que mais me incomoda é que se a população foi consultada em 2003, então pouco tempo já se quer mudar? Entendemos que não adianta consultar o povo, porque no congresso eles acham que sozinhos podem resolver tudo, talvez seja esse o maior problema, a ausência de respeito da soberania popular”.

“Não vai ser armando o cidadão que vamos resolver o problema da violência, é um grande engano, assim como se não resolveu o atual estatuto. O problema não está armando ou desarmando o cidadão, está na base, pois o Congresso é um reflexo da sociedade, e o Estado não dar a divida segurança as pessoas, pelo motivo de não investir” pontuou o Presidente da OAB Seccional Vitória de St° Antão Washington Amorim.

Ao final do evento ocorreu ainda uma roda de conversa, quando todos puderam dialogar e compartilhar experiências acerca do que foi debatido na palestra. Em sua fala, o Deputado Raul Jungmann reforçou a idéia de uma reforma no Congresso Nacional. “Eu apoio a reforma do congresso para que as pessoas tenham mais confiança. Se você resolve dizer eu não confio em nada, nem no congresso, nem em políticos como muitos costumam dizer hoje em dia, nossa única alternativa será a ditadura militar. Na ditadura não tem direito de defesa, tem censura, quem for contra simplesmente poderá ser preso, torturado ou deixar o país. Eu vivi isso, mas não quero que meus filhos, netos e ninguém venham viver uma situação como esta, é por esta razão que defendo a reforma da política, a reforma que também alcance o funcionamento do congresso, em nome da democracia que é um valor para todos nós”, concluiu o deputado.