|

Notícias

Notícias em destaque
9
out

FAINTVISA fecha parceria com Secretaria de Direitos Humanos

Inciativa teve o objetivo de discutir a criação do Núcleo de Promoção dos Direitos Humanos na instituição

A FAINTVISA – Faculdades Integradas da Vitória de Santo Antão – fechou, na tarde desta quarta-feira, 08, uma parceria ampliada com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Estado de Pernambuco. A reunião ocorreu com a presença do Gerente de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos, Luciano Freitas, na sala da Coordenação Geral de Graduação da instituição e teve a participação de coordenadores, docentes e estudantes.

Assuntos que envolvem a construção de políticas institucionais que visem à difusão e à promoção dos direitos humanos foram a tônica dos diálogos, dentre eles: o estatuto da família, cultura de paz, identidade de gênero, etc.

A Coordenadora Geral da FAINTVISA, Prof.ª Ma. Gilberlande Pereira,  ressaltou a importância da parceria, garantindo que o encontro foi o primeiro passo para o projeto de implantação de um Núcleo de Promoção dos Direitos Humanos na faculdade:  “Trata-se de uma inovação para a instituição esta parceria que consolidamos hoje com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos. Iremos trabalhar ainda mais uma série de ações que já existem na FAINTVISA desde o ano de 2004. Vamos, juntos, fazer um trabalho de referência em prol da difusão dos direitos do cidadão em todas as suas vertentes”.

Disposto a manter um compromisso ampliado nos eventos da faculdade, o representante da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, Luciano Freitas afirmou ser bastante estratégico trabalhar este assunto no setor acadêmico: “É de fundamental importância ter a participação de professores de um modo geral fazendo parte deste processo da cultura de paz e na promoção dos direitos humanos, na perspectiva de reduzir a violência”.

Para a Coordenadora do Curso de Psicologia, Prof.ª Ma. Tereza Verônica, a iniciativa trará inúmeros benefícios para a instituição: “Desde a criação do curso de Psicologia que trabalhamos várias temáticas nas áreas dos Direitos Humanos. Agora, vamos poder oficializar os trabalhos que já realizamos, porém de uma maneira fortalecida, podendo levar de maneira ampliada para os estudantes”  finalizou.