|

Notícias

Notícias em destaque
14
ago

Doença ou manifestação da diversidade humana?

A Organização Mundial de Saúde (OMS) retirou a homossexualidade da lista internacional de doenças em 1990. Antes disso, no ano de 1985, o Brasil, por meio do Conselho Federal de Psicologia, já havia desconsiderado a orientação sexual como patologia. De acordo com o psicólogo Glaudston Lima, a resolução do Conselho não deve ser alterada porque ela não impede que homossexuais busquem os serviços psicológicos, e sim defende a liberdade desses indivíduos procurarem ajuda psicológica sem que sua condição seja tratada como doença: "As questões de orientação sexual não estão no campo do tratamento, mas no campo das identidades. Isso não significa que quem sofre conflitos emocionais em relação a sua orientação sexual está impedido de buscar auxílio psicológico. Assim, a pessoa pode buscar ajuda porque está em sofrimento diante da história de sua sexualidade e não porque precisa deixar de ser homossexual", argumenta o psicólogo. 
 

http://especiais.jconline.ne10.uol.com.br/direito_2013/materia_10.php

Glaudston Lima
Psicólogo