|

Notícias

Notícias em destaque
25
nov

25 DE NOVEMBRO, DIA INTERNACIONAL DA NÃO VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES:

25 DE NOVEMBRO, DIA INTERNACIONAL DA NÃO VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES:

O QUE O SERVIÇO DE PSICOLOGIA DA FAINTVISA TEM A VER COM ISSO?

 

25 de Novembro é a data que foi estabelecida no Primeiro Encontro Feminista Latino-americano e do Caribe realizado em Bogotá, em homenagem às irmãs Mirabal. Las Mariposas, como eram conhecidas as irmãs Mirabal – Patria, Minerva e Maria Teresa – foram brutalmente assassinadas pelo ditador Trujillo em 25 de novembro de 1960 na República Dominicana. Neste dia, as três irmãs regressavam de Puerto Plata, onde seus maridos se encontravam presos. Elas foram detidas na estrada e foram assassinadas por agentes do governo militar. O fenômeno da violência tem impactado na qualidade de vida das mulheres. Dentre os diversos agravos vividos aparecem às diversas formas de violência, gerando riscos e vulnerabilidades à saúde psíquica das mulheres. A prática clínica no Serviço de Psicologia da FAINTVISA é recortada pela categoria de gênero como forma de entendimento, avaliação e intervenção destinados às mulheres. As meninas e mulheres que buscam o serviço de psicologia apresentam na sua trajetória de vida os resíduos das diversas formas de violência: abandono, maus tratos físicos, desqualificação, opressão, violência doméstica e sexual, culpa, dificuldade de cuidado coma saúde, dentre outras.Tradicionalmente a literatura nos mostra que as mulheres têm relegado a busca de apoio e denúncia por entenderem a situação de violência como algo vergonhoso. Além do rótulo de “masoquista” as mulheres são muitas vezes tratadas pela família e pela sociedade com responsáveis pela violência que elas vivem, o como se elas gostassem é uma marca dos estereótipos sociais. Assim acolhemos os momentos de intensa angústia, sofrimento e ansiedade com o objetivo de ajudá-las no processo de “desidentificação” dessas representações e sentidos subjetivos.  

Assim, nossos/as estudantes estagiários/as podem ser úteis, ajudando as mulheres a definirem que caminhos gostariam de seguir após as reflexões, insight e elaboração, que mudanças no estilo de vida, principalmente se agravantes da violência, podem ser tomadas e colocadas em prática.

Portanto, os/as alunos/as, que fazem o estágio curricular no Serviço de Psicologia da FAINTVISA, aprendem que são profissionais da saúde, no sentido mais amplo do termo. Saúde como um estado de bem estar biopsicossocial e espiritual. 


Glaudston Lima
Psicólogo